Notícias

Sobre recrutamento e seleção com aplicações DISC

Pessoas tóxicas e o risco que elas trazem para sua empresaPessoas tóxicas e o risco que elas trazem para sua empresa

Pessoas tóxicas e o risco que elas trazem para sua empresa

Aprenda a identificar pessoas tóxicas para que sua empresa esteja sempre segura

Todo mundo em algum momento de sua vida já teve que lidar com pessoas tóxicas, certo? Porém, quando se divide um ambiente de trabalho com este tipo de pessoa, isto pode se tornar um problema com graves consequências para a empresa.

A pesquisa apresentada no artigo da Harvard Business Review traz informações interessantes sobre o assunto. Eles compararam o preço de contratar um colaborador superestrela com o custo de um colaborador tóxico. O resultado demonstrou que evitar colaboradores tóxicos pode trazer mais que o dobro de lucro para a empresa.

Por isso é tão importante entender melhor sobre o assunto e saber como contornar esse problema.

O que é um colaborador tóxico?

São pessoas que, mesmo talentosas e produtivas, possuem hábitos prejudiciais para a empresa. Muitas vezes associamos toxicidade com algo muito grave, mas nem sempre essa é a verdade. Existem pequenas atitudes que podem prejudicar e muito o ambiente, podendo ser desde uma “inocente” brincadeira até um assédio (seja este qual for).

Segundo a pesquisa citada acima, pessoas tóxicas são um dos maiores riscos para as organizações. Uma curiosidade interessante encontrada pelo estudo é que pessoas extremamente produtivas, com elevada autoconfiança e que seguem as regras à risca podem ser mais egoístas e possuem um potencial maior de se tornarem colaboradores tóxicos.

Além disso, o estudo identificou alguns perfis de colaboradores que se enquadram nesse cenário. Continue com a gente para saber mais.

Tipos de pessoas tóxicas no ambiente de trabalho

O preguiçoso: está sempre colocando os prazos e entregas em risco, além de aumentar o estresse e ansiedade de colaboradores com quem divide tarefas.

O valentão: está sempre fazendo comentários preconceituosos, mascarados como “piadas” ou em seus piores casos, assédio moral. Colocando em risco a saúde emocional e mental das pessoas ao seu redor.

O fofoqueiro: o nome já explica tudo. Colaboradores que adoram comentar da vida alheia sem pensar nas consequências de suas “inocentes fofoquinhas”.

O lobo solitário: está sempre trabalhando sozinho, mesmo em tarefas conjuntas. Não faz questão de se socializar, pondo em risco a cultura da empresa, assim como a ideia de pertencimento.

O confuso: está sempre dividindo sua vida pessoal em momentos inapropriados. Não sabe separar muito bem o pessoal do profissional. Coloca em risco sua produtividade, assim como a de quem está perto.

O senhor sabe tudo: está sempre se colocando acima de todos, como também coloca a sua opinião. Coloca em risco a hierarquia e pode prejudicar também o processo e/ou produto final.

A seguir falaremos mais um pouco sobre como isto pode afetar sua empresa.

Consequências de pessoas tóxicas em sua equipe

Por mais que muitos não acreditem no perigo de um colaborador tóxico, ou de suas consequências, ele existe e não é ignorando que ele desaparece. Basta uma pessoa tóxica na equipe para ela desandar.

Quando equipes são formadas por pessoas tóxicas a saúde da empresa está em risco. O clima no ambiente de trabalho se torna desagradável com a diminuição do respeito, da empatia. Tal fator pode afetar diretamente a produtividade.

Além disso, o número de reclamações e conflitos aumentam, podendo chegar à violência (novamente, seja esta qual for), processos judiciais, entre muitas outras.

Lembre-se também que há o perigo de “contaminação”. Sim, um colaborador tóxico pode minar toda a confiança e engajamento do restante da equipe. É como uma sequência de dominós em pé, basta uma cair para levar todo o resto consigo.

Em casos extremos, quando esse problema não é resolvido, os impactos negativos podem ser sentidos  na equipe toda, inclusive no resultado final. Por isso, é de suma importância detectar o problema e resolver o quanto antes, assim como aprender a evitá-lo.

Como identificar colaboradores tóxicos?

Cada gestor tem à sua maneira de solucionar este problema. Muitos optam por demitir as pessoas tóxicas de sua empresa, outros acreditam no poder do desenvolvimento, há também os que preferem investir em ferramentas de recrutamento e seleção para evitar o problema logo no início.

Independente do caminho escolhido, os líderes e gestores de RH precisam conhecer os profissionais da equipe. Uma das formas mais utilizadas para isso é o Teste Disc. Através de perguntas rápidas e objetivas, a nossa plataforma emite gráficos de perfis comportamentais que ajudam os gestores de RH na hora de analisar cada colaborador.

Com informações assertivas fica muito mais fácil tomar decisões que trarão resultados para a empresa. Em muitos casos a estruturação de feedbacks construtivos e planos de desenvolvimento ajudam a minimizar os impactos dos colaboradores tóxicos.

Gostou? Você também pode aprender um pouco mais sobre como manter seu time de colaboradores produtivos e sua empresa mais eficiente com os conteúdos do nosso blog, basta clicar aqui.

Leave a Comment